Tags

, , , , , , , , ,

2013 SERÁ O ANO DAS EMPREENDEDORAS

> PESQUISA FEITA POR ASSOCIAÇÃO NORTE-AMERICANA APONTA QUE MAIORIA DAS MULHERES ESTÁ OTIMISTA SOBRE OS NEGÓCIOS NESTE ANO

Executiva Mulher Empresa Carreira Otimismo (Foto: Shutterstock)

MULHERES ESTÃO OTIMISTAS SOBRE NEGÓCIOS, SEGUNDO PESQUISA (FOTO: SHUTTERSTOCK)

Se um dia mulheres eram predestinadas a tarefas domésticas e cuidados dos filhos, sem acesso ao mercado de trabalho, esta história mudou bastante. Para este ano, a perspectiva é de mais negócios fundados e administrados por mulheres, conforme revela uma nova pesquisa da National Association of Women Business Owners dos Estados Unidos.

Para se ter uma noção mais exata do espaço que elas já representam nos negócios, em 2007 havia 7,8 milhões de empresas geridas por mulheres, cuja receita combinada chegou a US$ 1,2 trilhão. Dez anos antes, em 1997, eram 5,4 milhões companhias. Enquanto não há os números de 2012, que serão apurados e divulgados até 2014, especialistas da área preveem que estes números irão crescer em ritmo acelerado.

O estudo, feito pela NAWBO em parceria com o Web.com, descobriu que 81% das empreendedoras estão otimistas sobre seus negócios para este ano. Das 552 mulheres entrevistadas, 66% disseram que estão ainda mais otimistas do que estiveram no ano passado. E 85% delas também esperam que haja mais empreendedorismo na comunidade feminina do que em todo o ano de 2012.

“A maioria das nossas integrantes está em seu negócio há mais de seis anos”, explicou a presidente da entidade, Diane Tomb. “Elas não só têm um profundo entendimento do panorama, como viveram seus altos e baixos”.

Um dado mais preocupante do levantamento diz respeito à economia dos Estados Unidos, que aflige 57% das entrevistadas. A saída, na visão delas, está na internet.

Entrevista de emprego Carreira Executivo Executiva Mulher Competição (Foto: Shutterstock)MULHERES VEEM INTERNET COMO SAÍDA PARA RECESSÃO ECONÔMICA (FOTO: SHUTTERSTOCK)

Com o surgimento de várias startups nos últimos anos e sem haver alguma restrição de gênero para negócios desta natureza, 44% das mulheres disseram que o marketing digital e a otimização dos mecanismos de busca são a chave.

“Isso marca uma mudança significativa sobre como as mulheres pretendem começar e sustentar o crescimento de suas empresas”, afirmou Diane. Considerando que elas são maioria nas principais redes sociais do mundo, como Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest, parece haver bastante espaço para que elas cresçam.

O financiamento dessas novas empresas dirigidas por jovens também tem crescido. De acordo com a revista Forbes, há fundos que dedicam parcelas maiores de seus recursos para companhias femininas, como o Starvest Parners, o Women’s Venture Capital Fund e o Illuminate Ventures, que investem pesadamente em mulheres.

“O empreendedorismo é o veículo para a criação de empregos, e as mulheres são o futuro do empreendedorismo”, garantiu a presidente. “O potencial é inexplorado”.

Visto em época

POPULEI pensando em empreendorismo, sempre!

Anúncios